Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ana Gomes Living

5 Dicas Para Diminuir o Impacto do Desperdício Alimentar.

24.06.21 | Ana Gomes

 

C5BE4605-9A7E-4E60-9AF2-16AED1EC1F91.jpeg

 

Diariamente são descartadas toneladas de comida. Isso tem um impacto mesmo muito grande do ponto de vista ecológico e deve-se a inúmeros factores que individualmente nos sentimos incapazes de resolver. 

Mas podemos fazer várias coisas que a pouco e pouco podem alterar a dimensão do problema e ainda beneficiar disso! 

É que também a maioria de nós acaba por desperdiçar alimentos que não necessitariam de ir para o lixo e poderiam ser reaproveitados de inúmeras formas. 

Vamos a algumas dicas? 

 

5 - Utilizar serviços de combate ao desperdício alimentar.

Existem vários serviços que actuam em várias áreas, desde cabazes de fruta e legumes que são considerados de segunda categoria e que por isso não passam pelo circuito comercial, até serviços que nos dão acesso a produtos com prazo de validade limitada, mas em excelente estado, ou mesmo empresas que redistribuem a comida não comercializada por pessoas com necessidades. Há coisas boas nas comunidades da internet e esta é sem dúvida uma delas! 

 

4 - Reaproveitar a fruta madura.

É um óptimo adoçante natural! As bananas maduras têm um lugar de excelência em nossa casa, são a base das panquecas que comemos várias vezes, ou são congeladas para posteriormente serem transformadas em gelados! E isto é válido para todas as frutas maduras, podem ser devidamente arranjadas e congeladas e no futuro utilizadas para smoothies ou até para aromatizar água! 

 

3 - Transformar restos. 

Nos famosos empadões ou em fritatas, sendo batidas com ovos ou no caso de uma adaptação Vegan podemos utilizar farinha de grão, batida com água numa mistura que resulta mais ou menos como um ovo batido. Depois é só dar asas à imaginação.

 

2 - Reaproveitar folhas verdes. 

E reinventar o tradicional pesto! Muitas vezes para além do manjericão utilizo espinafres ou mesmo agrião, e coloco no processador com sementes de girassol, um dente de alho e bastante azeite. O azeite vai conservar esta mistura que podemos guardar no frigorífico durante algum tempo, prolongando assim a vida desses "verdes" que muitas vezes acabam por murchar ou queimar nofrigorífico. 

 

1 - Compostar. 

Algo muito comum nas zonas rurais mas menos nos centro urbanos. Felizmente esta é uma realidade que se tem vindo a alterar com o apoio das Câmaras Municipais, o lixo orgânico pode ser colocado num compostor e servirá de adubo para a terra, tendo assim quase uma missão poética de "dar lugar aos mais novos". É que as frutas e legumes em fim de vida, quando colocadas no lixo normal não se decompõem da mesma forma. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.