Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ana Gomes Living

5 Formas de Ser Mindfulness No Trabalho.

02.07.20 | Ana Gomes

 

c421b9fd36189fd85169279f1502d5d6.jpg

 

 

As atitudes mindfulness tem-se provado como uma óptima ferramenta para optimizar o nosso bem-estar. 

Numa fase em que andamos especialmente preocupados e por vezes demasiado desligados do que realmente importa, não há nada mais importante do que tentarmos promover e trabalhar o nosso bem-estar. E se o podermos incorporar no nosso ambiente de trabalho, melhor ainda! :) 

 

Aliás - a meu ver - é fulcral que o nosso ambiente de trabalho - ou a forma como gerimos os acontecimentos e a pressão - seja a mais saudável possível. 

Por isso hoje partilho contigo 5 dicas para uma postura mais Mindfulness no teu trabalho! :) 

 

5 - Foco nas tarefas. 

Ter tarefas exteriores à nossa vida pessoal - e sentimental - para executar é um óptimo exercício de mindfulness. Especialmente se conseguirmos manter o foco e nos consigamos abstrair de outras emoções enquanto executamos essas tarefas. Claro que - e sendo humanos - isso pode acontecer com maior ou menor facilidade dependendo da fase da vida em que nos encontramos. Mas é sempre um bom gancho para nos tentarmos abstrair de pensamentos e emoções que não dizem respeito ao momento presente.

 

4 - Executa uma Tarefa de Cada Vez.

Se for necessário usa uma agenda em que possas limitar e organizar o teu dia laboral. Se dedicares um determinado horário para algo que tens de fazer e reservares alguns momentos para ires verificando as coisas pendentes ou urgentes. Por vezes o multi-tasking parece-nos algo super bom do ponto de vista de resolução de problemas... mas na maioria dos casos o resultado final não é tão bom assim!

 

3 - Foca-te Nos Pontos Positivos. 

Tendemos a ter um foco em todas as coisas que correm mal. Todas as coisas que são menos boas, os conflitos, as coisas que nos incomodam . E quando vemos as coisas em perspectiva - na maioria dos casos -  não são assim tão complexas. O problema é que ao estarmos focados nisso começamos a ficar minados de um sentimento que nos impede de desfrutar do privilégio de trabalhar, de fazer parte de uma estrutura e acima de tudo de ter uma oportunidade de poder ter um papel activo! É importante encontrar um emprego que nos faça sentir bem - como é óbvio - e ter o foco nas coisas mais positivas que representa. 

 

2 - Aceita o que não podes mudar. 

Quando alguma coisa corre mal... mas já está feita... O melhor é aceitar a situação e não remoer. A aceitação ajuda-nos a procurar uma solução mais eficaz e mais ponderada : acima de tudo, menos emocional. Por vezes é um processo duro e exige muita maturidade... mas sem dúvida que é a melhor saída para conseguir ir em frente e ter outro tipo de atenção e compromisso para o futuro. 

 

1 - Reflecte. 

No final do teu dia de trabalho. Ou no final de uma temporada dedicada a determinado assunto. Avalia as tuas emoções e o resultado do trabalho. Usar algum tempo para auto-avaliação pode ser uma forma muito eficaz de te desligares do trabalho quando ele terminar e de potenciares a tua capacidade de execução! 

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.